05 nov, 2018

DESAFIO PÓS-ELEIÇÕES E A RETOMADA DA ECONOMIA

O desfecho da sucessão presidencial em nosso país no último domingo direciona agora o nosso olhar para, entre outras coisas, o horizonte da Economia.

Eleito com 55,13% dos votos válidos, Jair Bolsonaro (PSL) já anunciou o nome do economista Paulo Guedes como o ministro dessa pasta.

De perfil liberal e defensor da menor participação possível do Estado nas dinâmicas econômicas, o ministro anunciado pretende levantar pautas como reforma do modelo previdenciário, redução de impostos e simplificação da estrutura fiscal.

Paralelamente, o novo governo, que assume a partir do dia 1º de janeiro de 2019, terá o desafio de garantir a retomada da economia brasileira depois de dois anos de recessão e dois de baixo crescimento no país. Para tanto, vai precisar transitar entre os diversos setores e estabelecer boas relações com o Congresso Nacional.

Isso será essencial para incentivar o desenvolvimento de um bom ambiente de negócios que permita desburocratizar a máquina pública, promover os ajustes necessários e romper as barreiras que impedem a geração de novos investimentos, empregos e renda, três itens fundamentais para alimentar a economia.

O mercado da construção civil, que é responsável por 6,2% do PIB brasileiro, precisa estar atento a esse momento. É um período desafiador para todos nós. Isso exige de todo o setor imobiliário esforços para reverter perdas, abrir novas oportunidades e manter a posição do segmento entre os setores de maior relevância para a atividade econômica nacional.

A Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA) vem fazendo sua lição de casa nesse sentido. Uma prova é que estamos nos preparando para mais uma edição do Salão Imobiliário, que acontece na Praça de Serviços do Salvador Shopping entre os dias 07 e 11 de novembro.

O Salão vai disponibilizar mais de 3 mil unidades, entre imóveis em construção, lançamentos e lotes, desde opções econômicas até as de alto padrão, e será uma grande oportunidade para o público aproveitar as melhores ofertas das construtoras e incorporadoras participantes.

Durante o evento, as empresas podem fazer contato com os interessados na compra de um imóvel, apresentando seus empreendimentos, vantagens, diferenciais competitivos e condições de pagamento, o que é essencial para fomentar relacionamentos, impulsionar negócios e consequentemente fortalecer o mercado.

 

Participam do Salão a Salvador Prime, Conie, DEC Engenharia, JVF Empreendimentos, MRV, MVL/Inova, OR, Prima, Queiroz Galvão, Sertenge e Tenda. Cada uma pretende levar ofertas e condições especiais para o consumidor.

 

Além disso, bancos como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e o Bradesco marcam presença no Salão, com estandes onde será possível simular empréstimos e facilitar o negócio. Para tanto, os interessados devem levar
RG, certidão de casamento e comprovantes de residência e de renda (nesse caso, os contracheques dos últimos três meses).

 

Dessa forma, com o Salão Imobiliário e as oportunidades de compra e venda de imóveis que o evento vai proporcionar, esperamos concretizar o crescimento de 7% que temos projetado para o final desse ano e contribuir com a recuperação do nosso setor na Bahia. 

 

Cláudio Cunha

Presidente da ADEMI-BA (Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia)